13 setembro 2006

Psicanálise e Educação

Fonte:www.tanto.com.br


A obra de Sigmund Freud, centrada inicialmente na terapia de doenças emocionais, também veio contribuir em muito na área social e na pedagogia, pois o ato de educar está intimamente relacionado com o desenvolvimento humano, especialmente do aparelho psíquico.
Através das reflexões feitas pelo psicanalista, podemos entender melhor enquanto educadores, como se processa em nossos educandos o desenvolvimento emocional e mental, pois o ser humano constitui-se como um todo, razão e emoção.
As maiores contribuições da Psicanálise com a educação em geral se dão através do estudo do funcionamento do aparelho psíquico e dos processos mentais, onde ocorre a aprendizagem, do estudo dos vários tipos de pensamento, da aprendizagem através dos processos de identificação e dos processos de transferência que ocorrem na relação professor- aluno.
Segundo Freud, os estudos psicanalíticos devem direcionar-se mais a auxiliar o educador na difícil tarefa de educar, missão quase impossível de ser realizada plenamente, pois o ser humano vive numa constante luta entre suas forças internas, regidas pelo princípio do prazer(id) e as forças externas que impõem juízos de valor(superego) sobre esses desejos. O educador precisa ajudar o educando a buscar esse equilíbrio na construção do eu(ego) para que a aprendizagem possa ocorrer de forma eficaz.
Revelando que o ser humano possui vários tipos de pensamento (prático, cogitativo e crítico), o estudo freudiano lembra a importância que tem a escola poder proporcionar o desenvolvimento de todas as suas dimensões , alargando assim a capacidade do sujeito buscar alternativas por si próprio e desenvolva o prazer de aprender.
Uma grande contribuição diz respeito à aprendizagem por identificação, pois mostra que através de modelos de pessoas que lhes foram significativas o ser humano motiva-se no sentido de equiparar a elas sua auto-imagem.
A teoria de Freud destaca a importância da relação professor-aluno. É necessário que o professor saiba sintonizar-se emocionalmente com seus alunos, pois depende muito desse relacionamento, dessa empatia, estabelecer um clima favorável à aprendizagem. Os estudos
psicanalíticos revelam que o ser humano transfere situações vivenciadas anteriormente, bem como demonstra resistências a experiências uma vez reprimidas.
As teorias de Freud podem ser aplicadas ainda hoje na educação. Cada vez mais é preciso revê-las para entender como se processa o desenvolvimento do aluno tanto emocional quanto mental. Ainda temos uma educação que infelizmente trata os alunos como iguais, usando metodologias que ignoram as diferenças e os professores muitas vezes não conseguem analisar mais profundamente os porquês de determinados fracassos escolares, que certamente estão ligados a problemas emocionais ou a metodologias equivocadas que não respeitam a forma de construção do pensamento e as etapas evolutivas dos educandos.

29 comentários:

Sidiney disse...

Parabéns.

Sintético e de fácil entendimento.

Laudi disse...

Olá Marli!!

Muito bom o seu blog.

Quero aprender muito com você.

Quantas informações maravilhosas no seu blog.

Abraços carinhosos

Laudi Biten - SBC - SP

Anônimo disse...

Oi Marli, muito bom esse conteudo!
Tem como me mandar o autor ou onde vc buscou esse material. obrigada
liddi@bol.com.br

N@n@ disse...

OI Marli muito prazer, meu nome é Juliana estou cursando o 2° ano de Pedagogia e este texto me ajudou muito na realização de um trabalho.
Obrigada e continue publicando.
Abraços Juliana.

joao carlos disse...

Ola Prof Marli
A questao trasferencial na relação diade ,professor versus aluno ainda tem que ser analizada ,em um enfoque mais profundo . Muito se fala e se escreve sobre a Pedagogia e a Psicanalise ,mas temos que tem um olhar dentro desta otica a ser analisada.

Marli disse...

Olá João Carlos!
Concordo que ainda há muito pra ser analisado. Penso que hoje nas escolas os problemas que encontramos estão muito ligados à questão comportamental dos aluno. Como fazer para motivar, trazer o interesse para o estudo. Não acho que todo o problema esteja só na metodologia usada pelo professor embora isso seja importantíssimo. As relações humanas, o emocional interferem muito no processo ensinoaprendizagem, sem dúvidas e aí Freud explica ... Só que precisamos restar mais atenção nisso dentro das escolas. Abraço!

Anônimo disse...

Essa educação que ignora as diferenças, e os porquês de determinados fracassos escolares, geralmente não é culpa dos professores e sim do sistema que estes devem seguir. Temos que rever a educação de uma forma geral, pois é muito simples culpar os professores que na verdade são obrigados a seguir as normas da escola.

Marli disse...

Prezado anônimo!
Nem se trata de achar culpados, mas de encontrar as causas do problema. E certamente elas são múltiplas. O sistema interfere, mas também temos o poder de questioná-lo.Só que pra isso precisa descruzar os braços! Obrigada pela participação.

Daniela disse...

Oi muito bom o que vc colocou sobre a psicanalise. Estou cursand o 1° ano de Pedagogia e me ajudou bastante na realização de um trabalho.
Abraços Daniela

Anônimo disse...

mto bom,um grande abraço,adorei o artigo

Dr. Carlos André disse...

Exelente, sei que deverão surgir opiniões contrarias as minhas, mas o que isto importanta... Oque importa mesmo é o quanto este artigo me foi util...brigado por tudo...que Deus continue te iluminando...

Marli disse...

Obrigada. Fico feliz de poder ajudar. Abraço!

simone santiago disse...

Muito boas as informações que obtive aqui. Preciso fazer um trabalho sobre o tema e achei tudo sintetizado e muito bem definido.
Vou entrar com frequencia.
Abraços.
Simone

Marli disse...

Obrigada Simone. Apesar do blog estar praticamente concluído, por eu ter já encerrado a min~ha especialização, eu continuo sempre atenta aos eus visitantes. Abraço!

Renato disse...

Muito legal essa abordagem com linguagem clara e simples. Em todas as licenciaturas se utilizam essas informações. Freud foi um visionário e, como tal deve ser entendido com cuidado para não se perder detalhes, em educação esses detalhes podem ser a porta para o sucesso. Congratulações!!!

Marli disse...

Valeu Renato! Obrigada pela visitae acho que o velho Freud literalmente "explica" muita coisa até hoje.

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online.Emily Nascimento

Caroline disse...

Ola Marli!
Estou cursando o 3º ano do curso de formação de professores(normal)e achei muito plausível sua observação sistêmica,refirindo-se as contribuições freudianas para a educação. É um texto proveitoso.

Marli disse...

Caroline!
Que bom que pude ajudar. Sempre temos muito a aprender com e sobre Freud. Abraço!

TERESINHA disse...

MARLI,sou profa.dedicada a vida inteira(50 anos dos meus 64 anos) a trabalhar com a formação de professores,estou aposentada da função de professora na UFC e na UECE,contudo continuo atuante e agora estou responsável pelo acompanhamento pedagógico dos profs. do sistema prisional do Estado do Ceará.E teu artigo me veio acalhar na busca de mais bibliografia para subsidiar-me o que estou pedir tua ajuda.E entendi que vc abordou um assunto muito sério e complexo de modo facilmente entendível,razão pq os colegas de nível médio e/ou iniciantes do nível superior tão bem lhe entenderam.Parabéns!!! siga em frente.c

Marli disse...

Teresinha, parabéns pela vida dedicada à educação.Que bom que o texto e ajudou. Abraço!

Anônimo disse...

Marli,adorei seu texto!
Poderia me passar o nome do autor?
Obrigada!

Marli disse...

Olá!
Obrigada pela visita, Gostaria que se identificasse. Quanto à autoria do texto é minha mesmo. Abraço!

lucia silva disse...

Ola´Marli. excelente o texto. Objetivo e de fácil entendimento por pessoas que não tiveram formação pedagógica nempsicológica,mas de História> Estou cursando uma especialização de psicopedagofia, mas um desafio profissional,mas que pretendo fazer e ser uma boa psicopedagogo, por isso pesquiso e leio e tenho que ler muito e discutir com outras pessoas para reforçar minha leitura

Marli disse...

Lucia

obrigada pela escolha do meu blog para sua leitura. Bom que tenhas aproveitado o texto. Bom curso pra voce!

ademilde disse...

Marli,
Me sentir muito a vontade no seu blog.Existe muita coincidência: Você é do meu sígno,está envolvida com mídias na Educação, Psicanálise, enfim, tudo que também eu me envolvo aqui em Salvador. Parabéns pelo trabalho. Eu comungo com suas idéias.

Marli disse...

Ademilde que bacana, fico feliz com sua visita. Abraço!

cleo disse...

muito obrigada por disponibilizar esse conteúdo pois vou apresentar um seminario e estou pesquisando sobre as teorias deixadas por freud.
abraços cleo

Anônimo disse...

muito bom o que lee e e tive certeza aqui Freud foi mais fundo e concordo
a mola importante do cerebro é sexual
sexualidade reprimida é sim agressividade sem sombra de dúvida.

 
BlogBlogs.Com.Br