27 setembro 2006

Final da 1ª Etapa


Estou postando hoje depois de dias. Acabaram as duas primeiras disciplinas. Acho que tudo correu bem. Sem sobressaltos, a não ser driblar o tempo. Infelizmente, não pude curtir como queria a alegria e o alívio por essa primeira etapa vencida. Caí de cama por dias, quase direto.
Isso não ocorria desde nem sei quando, nem lembro. Sinto- me debilitada, por mais que queira sentir-me forte. Por sorte tivemos um intervalo de duas semanas. Na próxima iniciaremos novos estudos, com tutora nova e espero que eu possa estar me sentindo muito melhor do que hoje, porque senão será complicado. Quero, preciso estar melhor. Vou estar melhor. Estou motivada para isso. E por falar em ...
MOTIVAÇÃO
Todo comportamento advém de uma necessidade que motiva o sujeito para ação que leva à satisfação da mesma. Essa necessidade pode ser de buscar o prazer ou evitar a dor. Por isso, quando alguém não realiza uma ação esperada, na verdade está motivado pela necessidade de fugir ou apagar alguma experiência de dor. Segundo Maslow, existe uma hierarquia das necessidades humanas que vai desde as necessidades fisiológicas até a auto-realização. E de acordo com ele, somente ocorrem novas necessidades, quando as anteriores forem sendo atendidas. Ou seja, jamais podemos esperar que alguém sinta a necessidade de fazer algo como realização profissional, se não está conseguindo satisfazer uma primeira necessidade de comer. Diante desta última, todas as outras são irrelevantes. Fica fácil entender então, porque apenas uma pequeníssima parcela das pessoas chega à busca de auto-realização. Outro aspecto importante mostra que a motivação pode estar dentro ou fora do sujeito. Essa necessidade pode ser imposta pelo meio ou pode ser provocada por alguma alguma exigência do aparelho psíquico.
Outro aspecto diz respeito à motivação intrínseca, onde ocorre uma satisfação pelo próprio ato de realizar a ação e a motivação extrínseca, que se realiza por outros motivos externos à ação realizada. Por exemplo, o aluno pode realizar uma tarefa motivado apenas pelo fato do professor atribuir uma nota(extrínseca) ou pelo prazer de aprender um assunto de seu interesse, considerando a avaliação como algo complementar(intrínseca). A motivação é o que move as ações do sujeito, portanto se o aluno estiver motivado, o resto é conseqüência.

Um comentário:

Labtec disse...

Oi Marli!!!!

Seu blog está perfeito.... eu adorei as fotos em slides....

E quanto ao curso, parabéns pela coragem de iniciar uma especialização a distância!!!

Um abração
Vanessa

 
BlogBlogs.Com.Br